Natal na Caverna da Marta

Dezembro 4, 2019 2 Por Ana

É Natal na Caverna da Marta. E eu tive o prazer de registar as tradições, as gargalhadas, a chegada dos avós, as traquinisses das miúdas e as receitas.

Cheguei e ainda estavam (elas!) em alvoroso. Cabelos por secar, indecisões no que vestir. O Tiago tirou-me um café e eu tirei umas peúgas bem quentinhas da mala e enfiei-as nos pés.

As miúdas estavam notoriamente agitadas. No alpendre deu-se o início do que seria uma tarde bem passada. Disse-lhes para fazerem de conta que eu não iria estar ali como a ANA, a fotógrafa de máquina em punho, mas sim a Ana. Tia Ana: foi o que ouvi toda a tarde! Tão bom! Tão mágico!

A árvore de Natal já estava aperaltada, no sítio dela, bem juntinha à lareira. Saltos dados no alpendre e fotografia de família feita, fomos pra o interior. Aventais postos. Agora sim, ia começar o verdadeiro desafio.

Todos ajudaram na confecção das bolachas. Farinhas para aqui e para ali, umas gramas a mais outras a menos, farinha aqui e acolá, foi tempo de meter as mãos na massa. A meio a Marta diz: “E se fizer um vinho quente?”

Já com o chocolate quente debaixo de olho e metade dos marshmallows comidos pela Margarida e por mim (ups!), a Marta começa a preparar o vinho quente. Contam as fotografias que aquele vinho foi mexido por todos os que estavam naquela cozinha. Inclusivé eu!

Gosto de pensar, e o nariz não me enganou, que esta sessão teve um cheirinho especial a especiarias, laranja e cacau. E a queimado! Porque os acidentes de forno acontecem também na Caverna da Marta e são hilariantes! No meio de tanta risada e fotografia junto à árvore de Natal, a última fornada de bolachinhas não teve a mesma sorte que as duas primeiras.

Quem me conhece sabe que eu adoro o Natal desde sempre. E para mim o Natal é isto: família, boas histórias, bolachinhas, pés quentinhos e algo quente para aquecer as mãos e o coração.

E o Natal na Caverna da Marta também é assim: recheado de uma família fantástica, muitas histórias para contar e muitas receitas por descobrir.